25/03/2021

O vereador Lucas Leugi apresentou um requerimento na sessão ordinária da Câmara de Vereadores de Apucarana realizada na tarde de 15 de março pedindo que o prefeito municipal, Júnior da Femac, investigasse o trabalho de roçagem no município, após várias denúncias de corrupção que recaem sobre os serviços realizados.

De maneira até agora misteriosa, o requerimento de Lucas “sumiu” da pauta da Câmara para. A intenção de fazer “vistas grossas” para as denúncias de corrupção no sistema de capinagem em Apucarana está pegando mal para a Mesa Executiva da Câmara e para a administração municipal, conforme opinião de algumas pessoas que acompanham de perto o meio político apucaranense.

“O prefeito Júnior da Femac não tomou atitude, não teve coragem de instaurar uma sindicância para investigar mesmo com provas divulgadas na imprensa, não fez nada e quem sabe de irregularidades e não faz nada é conivente. Solicitei aos vereadores em requerimento apresentado que fosse instaurada a “CPI da Roçadinha”, para apurar o suposto desvio de dinheiro público num processo licitatório que envolve pai e filho”, reafirmou o vereador Lucas Leugi em entrevista concedida ao repórter Márcio Silvestre do Canal 38. Veja o vídeo da entrevista na íntegra.

Deixe seu comentário