12/10/2020

Mais uma vez a Polícia Militar (PM) de Apucarana se mobilizou com eficiência e à 1h28 da madrugada desta segunda-feira (12) evitou que 543 gramas de maconha chegassem às mãos de detentos do minipresídio de Apucarana, situado na Rua Nova Ucrânia, nas imediações do bairro da Igrejinha.

Dois homens foram presos sob a acusação de arquitetar e executar um plano com a finalidade de repassar o entorpecente para o interior da unidade carcerária.

De acordo com a Polícia Civil, de 1º de janeiro até a madrugada deste dia 12 de outubro de 2020, 11 adultos e 10 adolescentes foram flagrados tentando jogar drogas, celulares e outros objetos para o minipresídio de Apucarana. Esse tipo de iniciativa criminosa tem sido recorrente, com 22 tentativas de repasses dessa natureza sendo abortadas por agentes carcerários e policiais militares e civis. Por conta disso, a segurança foi reforçada durante a noite e madrugada no minipresídio de Apucarana.

FLAGRANTE NESTA MADRUGADA
De acordo com boletim de ocorrência registrado pela PM, durante patrulhamento policiais militares visualizaram um indivíduo próximo ao minipresídio embaixo de uma árvore. O suspeito foi abordado e durante revista foi encontrado na cintura do mesmo um invólucro contendo 543 gramas de maconha. Ao ser indagado sobre
onde teria adquirido o entorpecente, o mesmo informou que reside em Marumbi e um indivíduo teria entrado em contato com ele pelo celular oferecendo o valor de R$ 4 mil para que ele pulasse o muro do minipresídio e levasse a droga até uma das celas da unidade carcerária.

A PM apurou que o entorpecente teria sido repassado ao homem abordado por um indivíduo que residiria em uma casa na Rua Dom Pedro II. Com o abordado perto do minipresídio foi localizado um telefone celular, o qual segundo o mesmo seria do suspeito residente na Rua Dom Pedro II e através do aparelho foram visualizadas diversas conversas com outros indivíduos, dentre os quais um homem o qual, segundo a PM, já teve envolvimento com o tráfico de drogas e reside ainda na Rua Dom Pedro II. Em seguida policiais militares foram até a casa do segundo indivíduo, onde a mãe do mesmo disse que ele estava na moradia e autorizou que a equipe adentrasse a residência, conforme consta no boletim de ocorrência da PM, para apurar o possível envolvimento do suspeito na tentativa de repassar droga para o interior do minipresídio.

Em conversa com o mesmo, este negou qualquer envolvimento com o tráfico de drogas, confirmando que seria apenas usuário de maconha e que tinha certa quantidade do tóxico em sua casa, sendo localizada próximo a um tanque uma porção de 48 gramas de maconha. Ele autorizou a PM a fazer verificação de seu aparelho de telefone celular, sendo o mesmo apreendido em razão do teor das conversas encontradas no aplicativo de mensagens whatsapp. O homem residente na Rua Dom Pedro II e o outro que mora em Marumbi for presos e encaminhados junto com toda a maconha apreendida à 17ª Subdivisão Policial (SDP) para os procedimentos legais.

Deixe seu comentário