10/10/2020

Relatório de ocorrências do 10º Batalhão da Polícia Militar (BPM) divulgado neste sábado (10) mostra que após a colaboração da população de Apucarana com denúncias anônimas, foram retirados de circulação 10.370 kg de maconha e 435 gramas de skunk (supermaconha cultivada em laboratório). Hudson Diego da Silva, 25 anos foi preso pela PM e autuado na 17ª SDP por tráfico de drogas.

As drogas foram localizadas na sexta-feira (9) à tarde, em uma residência situada na Rua Estados Unidos, no Conjunto Vale Verde/Recanto Mundo Novo. Um suspeito de tráfico de entorpecentes acabou preso.

De acordo com boletim de ocorrência da PM, após receber denúncias dando conta que Hudson Diego da Silva, 25 anos, estaria praticando a comercialização de entorpecentes em imóvel na Rua Estados Unidos, agentes do Serviço Reservado de Inteligência (P2) e a equipe da Rádio Patrulha (RPA) do soldado Godas foram até o local e durante vigilância foi observado que em determinado momento um homem se aproximou da casa. O mesmo foi abordado pela PM e se identificou como sendo pai de Hudson, que não estava na moradia naquele momento. Durante busca pessoal minuciosa nada de ilícito foi localizado com o pai do suspeito.

Em seguida os policiais militares informaram o homem sobre a denúncia de tráfico de entorpecentes que tinha seu filho como alvo e ele disse desconhecer tal fato e que não seria conivente com ações ilícitas. O pai do suspeito concedeu autorização para busca domiciliar e em seguida os policiais militares localizaram em um guarda-roupas que estava no quarto do suspeito de tráfico uma bolsa e um caixa de papelão com 12 tabletes de maconha, que após serem pesados posteriormente na Delegacia de Polícia Civil totalizaram 10.370kg da droga, e ainda uma embalagem na qual estavam 435 gramas de skunk, além de uma balança de precisão.

Inicialmente o pai do suspeito de tráfico de entorpecentes foi conduzido junto com as drogas à 17ª Subdivisão Policial (SDP) para os procedimentos legais, mas na sequência o pessoal da PM recebeu nova denúncia anônima informando que o proprietário da maconha e do skunk estava escondido em uma casa na Rua Octávio de Sá Barreto. Tal informação foi confirmada pela mãe do rapaz. Policiais da Rotam foram até o local e prenderam Hudson Diego da Silva, sendo que o pai do mesmo acabou liberado na sequência.

O rapaz foi autuado em flagrante na 17ª SDP por tráfico de drogas, crime tipificado no artigo 33 da Lei de Tóxicos do Código Penal Brasileiro, que estabelece pena variando de 5 a 15 anos de prisão para os condenados.

Deixe seu comentário