10/06/2021

Um dos presos tem 7 mandados de prisão, inclusive pelo crime de latrocínio (roubo seguido de morte). Até um fuzil acabou apreendido pela Polícia com a quadrilha.

Uma operação desencadeada na manhã desta quinta-feira (10) com a finalidade de prender e desarticular uma quadrilha especializada em assaltos a bancos, após investigações das Agências de Inteligência/Serviço Reservado (P2) da 7ª Companhia da Polícia Militar (PM) de Arapongas, comandada pelo tenente-coronel Humberto Cavalcante, e do 4º Batalhão de Maringá, com apoio da Polícia Civil, resultou na prisão de dois irmãos e duas mulheres na cidade de Arapongas, além da apreensão de armamento pesado, incluindo um fuzil. Um dos presos tem 7 mandados de prisão, inclusive pelo crime de latrocínio (roubo seguido de morte). Uma das mulheres detidas foi liberada posteriormente porque não tinha envolvimento com a quadrilha.

Além dos policiais do Serviço de Inteligência da PM de Arapongas e Maringá, participaram da operação o Pelotão de Choque de Londrina, Rotam e Rocam da 7ª Companhia. Com as três pessoas presas foram apreendidos um fuzil calibre 5,56mm, bloqueadores de sinal, coletes balísticos e roupas com inscrição da Polícia Civil. Um caminhonete roubada foi recuperado pelos policiais com o bando. Os dois irmãos de 42 e 38 anos, uma mulher de 22 anos, e o material apreendidos foram levados à 22ª Subdivisão Policial (SDP) para os procedimentos legais. A PM acrescentou que o homem de homem de 42 anos possuía 7 mandados de prisão em aberto pelos crimes de latrocínio, roubo e receptação.

Deixe seu comentário