01/08/2020

A vítima já tinha medida protetiva contra o ex-marido, que estava totalmente alterado e ainda teria roubado um telefone celular da ex-mulher.

Policiais militares de Apucarana foram acionados, às 21h26 de sexta-feira (31), para resolver um caso de violência doméstica em uma casa na Avenida Central do Paraná, no Jardim Ponta Grossa. De acordo com o boletim de ocorrência da PM, uma mulher estava desesperada e correndo pela Rua Piratininga com uma criança de colo quando acionou a corporação para pedir socorro e denunciar que seu ex-marido, contra o qual ela já tem medida protetiva, chegou em sua residência muito agressivo e a ameaçou de morte.

A mulher buscou abrigo em uma lanchonete perto de sua casa até a chegada dos policiais militares. Mas antes da chegada da equipe da PM, a vítima ainda tentou voltar para sua residência, sendo que no meio do caminho foi surpreendida pelo ex-companheiro, que estava dirigindo um veículo Fiat Palio e o mesmo teria tentado atingi-la com o carro.

A mulher então retornou à lanchonete até a chegada da PM. Os policiais a levaram até sua casa para que a mesma pegasse seus pertences, pois ela estava temerosa por sua vida e de seus filhos, já que o ex-marido teria afirmado que se a ex-mulher chamasse a Polícia, o mesmo pagaria sua dívida com a Justiça e depois que ele saísse da prisão a “mataria”.

O autor das ameaças já não estava mais na moradia quando os PMs chegaram no local com a mulher. Esta informou aos policiais que iria dormir na casa de um parente. Antes de sair, a vítima percebeu que seu celular não estava mais em sua cama, onde havia deixado, e provavelmente o aparelho tinha sido roubado pelo ex-marido, que deixou uma faca de corte sobre a pia da cozinha, a qual não pertencia a ela.

Enquanto os PMs estavam na frente da residência confeccionado boletim de ocorrência o ex-marido da vítima retornou ao local muito alterado e xingando os policiais, além tentar agredir os PMs com chutes. O homem de 26 anos acabou preso por lesão corporal, violência doméstica, roubo, desobediência e resistência à prisão. O detido foi levado à 17ª Subdivisão Policial (SDP) para os procedimentos legais.

Veja mais na programação jornalística do Canal 38

Deixe seu comentário