05/04/2022

Um homem foi preso por policiais militares de Apucarana às 14h18 de segunda-feira (5) após ele ter ido a um escritório de advocacia na Rua Galdino Gluck Júnior e passado a mão nas partes íntimas de uma mulher que trabalha no local.

Conforme boletim de ocorrência, a vítima relatou aos policiais militares que trabalha no escritório de advocacia e que um senhor entrou no estabelecimento e começou a pedir informações sobre procedimentos de aposentadoria. Na sequência começou a afirmar à mulher que tem diversas passagens pela polícia e questionou se ela estaria com medo, para intimidá-la. 

Com a negativa da vítima, ele passou a convidá-la para almoçar e ficar com o mesmo. Quando a mulher disse que era casada e que era para o mesmo se retirar do escritório, o elemento esticou a mão e segurou o seio direito da vítima. A mulher gritou e o indivíduo saiu do local.

Posteriormente, a vítima e seu esposo localizaram o elemento e solicitaram a presença no local de uma equipe policial para que fossem adotados os procedimentos cabíveis. Quando a equipe da PM chegou ao local o autor da importunação sexual já havia sido contido por populares. Diante dos fatos os envolvidos na situação foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil para os procedimentos legais.


Deixe seu comentário