03/09/2020

Policiais militares estão percorrendo uma área de vegetação nas imediações da Rua Rio Jacaré, no Núcleo João Paulo, com a participação de cães de faro para localizar o revólver calibre 38 cromado usado por Adeílton Carneiro, de 34 anos, para matar a ex-companheira Julia Aparecida dos Santos Viana Barbosa, de 30 anos, com um tiro no rosto. Ele já tinha passagem por tentativa de homicídio contra a mulher e por tráfico de drogas.

A mulher foi assassinada por volta das 15h10, no imóvel nº 40 na Rua Verandir Vieira, no Conjunto Solo Sagrado. Segundo informações, Adeílton rompeu a tornozeleira eletrônica que usava, chegou na casa de Julia e a matou no quintal com um tiro no rosto. Quatro crianças filhas da vítima e do autor do feminicídio estavam no local no momento do crime. Em seguida ele fugiu com um veículo VW Gol, mas foi localizado no Núcleo João Paulo pela PM e abandonou o carro e se embrenhou em área de vegetação, onde acabou preso. A PM chegou inclusive a pedir apoio a equipe do helicóptero da corporação para localizar o autor do feminicídio.

Segundo a PM, o assassino já havia esfaqueado a mulher em outra oportunidade e agora vai ser autuado em flagrante por homicídio qualificado por motivo torpe, podendo ser condenado a até 30 anos de prisão. O corpo de Julia foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para exame de necropsia. A Polícia já manteve contato com familiares da mulher assassinada para que os mesmos venham para Apucarana cuidar das crianças, cuja a mãe está morta e o pai preso.

Deixe seu comentário