19/09/2020

Uma equipe do 3º Pelotão da Polícia Ambiental de Apucarana esteve na sexta-feira (18) no município de Ariranha do Ivaí, onde aplicaram uma multa de R$ 11.450 em um proprietário rural por danos causados em área florestal de preservação permanente.

A ação ocorreu depois que a Polícia Ambiental recebeu denúncia via 181, relatando sobre a destruição de mata nativa. A equipe do 3º Pelotão constatou ainda que o agricultor estava fazendo uso do fogo em área agropastoril para aumentar a área de plantio.

Os policiais vistoriaram o local e confirmaram o uso do fogo em área agrossilvicultura numa extensão de 489m², além de dano provocado no caule de uma árvore Araucária pelo uso de maquinário pesado, dano em espécies exóticas e nativas em área de reserva legal com área correspondente de 0,78HA; e ainda dano de espécies nativas e exóticas em APP (nascente).

Conforme a Polícia Ambiental, o dono da propriedade rural confirmou que fez os procedimentos na área de mata nativa e que não tinha nenhuma autorização do órgão ambiental competente. As AIAs e devidos embargos das áreas afetadas foram lavrados. Os fatos serão comunicados ao Ministério Público (MP) por ofício para as devidas providências legais na área criminal, acrescentou o pessoal do 3º Pelotão.

Deixe seu comentário