Foto: Reprodução/Canal 38

20/05/2022

O delegado-chefe da 17ª Subdivisão Policial (SDP) de Apucarana, Marcus Felipe da Rocha Rodrigues, concedeu entrevista sobre cumprimento de 3 mandados de busca e apreensão e prisão, no início da noite de quinta-feira (19), em residências e comércio no Conjunto Sanches dos Santos, que resultou na detenção de um elemento de 25 anos, acusado de estupro de vulnerável e cujas as vítimas são crianças com os quais o indivíduo tem grau de parentesco (primos).

Para cumprir os mandados judiciais a Polícia Civil contou com apoio da PM, inclusive com a equipe do Canil (K9), pois no decorrer das investigações foi apurado que o elemento envolvido na situação também teria suposta relação com o tráfico de entorpecentes.

Segundo informações, os dois meninos eram vítimas abuso sexual há quatro anos e nunca contaram nada sobre a violência aos familiares pois eram ameaçados pelo primo, que foi preso.

“As investigações foram iniciada para apurar o estupro, mas durante as investigações, descobrimos que poderia haver drogas em residências que indivíduo frequenta. Com apoio da PM, cumprimos três mandados judiciais, mas não foram localizadas drogas. O indivíduo, que frequentava a casa das vítimas, foi preso por conta do mandado expedido pela Justiça após representação da Delegacia da Mulher. As vítimas estudam e denunciaram a situação de violência sexual na escola, que procurou a Delegacia da Mulher”, informou o delegado Marcus Felipe da Rocha Rodrigues.

Ele acrescentou que as investigações relativas à prática do crime de tráfico de drogas prosseguem e o indivíduo de 25 anos, acusado de estupro de vulnerável contra os dois primos ainda crianças, permanece preso, à disposição do Judiciário.

CLIQUE AQUI E SE INSCREVA EM NOSSO CANAL NO YOUTUBE

Deixe seu comentário