01/02/2020

Wender Oliveira Bralia da Silva, foi apontado por populares como sendo motorista do veículo Honda Civic,  que colidiu com uma motocicleta Honda Biz ocupada por uma mulher e dois filhos menores. Gabrieli Geovana Ferreira de Souza, 9 anos morreu no acidente e a mãe e o irmão ficaram feridos.

A Polícia de Apucarana confirmou que está à procura de Wender Oliveira Bralia da Silva (idade não confirmada), apontado como o motorista de um veículo Honda Civic LXS que colidiu com uma motocicleta Honda Biz ocupada por uma mulher e dois filhos menores. Uma menina de 9 anos morreu no acidente e a mãe e o irmão ficaram feridos. Segundo a PM, Wender fugiu sem prestar socorro às vítimas. O carro possui R$ 22.727.10 de débitos administrativos.

A menina de 9 anos morreu no Hospital da Providência, após ficar gravemente ferida no acidente de trânsito ocorrido por volta das 19 horas de sexta-feira (31), na Rua Estados Unidos, no Recanto Mundo Novo/Vale Verde, em Apucarana.

A colisão envolveu uma motocicleta Honda Biz ocupada por uma mulher e dois filhos menores e um veículo Honda Civic LXS, cujo motorista fugiu sem prestar socorro às vítimas, conforme a Polícia. Gabrieli Geovana Ferreira de Souza, 9 anos, chegou a ser socorrida e levada ao Hospital da Providência, mas faleceu no final da noite. Os pais decidiram doar as córneas da menina.

De acordo com informações repassadas a Polícia Militar (PM), a motocicleta era ocupada por três pessoas – uma mulher e um casal de filhos. A menina de nove anos estava na garupa e segurava no colo seu irmão, de um ano e oito meses. A mãe das crianças relatou que estava parada com a moto em frente de uma residência, quando um carro Honda Civic, que estaria em desenvolvendo alta velocidade, bateu na moto após uma curva, em seguida se chocou contra um muro e mesmo assim o motorista fugiu a pé do local do acidente sem prestar socorro às vítimas. A mãe e as duas crianças ficaram feridas.

Uma equipe do Siate do Corpo de Bombeiros e outra do Samu prestaram os primeiros socorro às vítimas, que foram levadas ao Hospital da Providência. Mas Gabrieli Geovana Ferreira de Souza de 9 anos, não resistiu às lesões e faleceu. A mãe da menina sofreu fatura exposta em uma das pernas e no braço, e o filho de um ano e oito meses, teve ferimentos leves.

A garotinha que morreu residia em Marilândia do Sul com o pai e veio passar o final de semana com a mãe em Apucarana.

O corpo de Gabrieli foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Apucarana, para exame de necropsia após doação de córneas, a garotinha sofreu afundamento de crânio. O fato gerou revolta em populares que presenciaram o acidente.

A Polícia Civil instaurou inquérito policial relativo ao acidente com morte e feridos ocorrido em Apucarana.

2 COMENTÁRIOS

  1. Se o em responsável isso sim tem muintos motorista que fica no celular não presta atenção em nada tinha que ter um fiscalização e multa pra quem anda no volante e no celular falando no zp eses dias um rapaz quase me atropelou com sinal fechado porque tava falando no celular e ainda quis fica bravinho ainda sendo que o sinal estava fechado ele nem vil isso lei de Detran multas pra melhorar os a acidente tem uns que sai até do seu lado e entra na pista do lado simples mente porque tá falando no celular olha que beleza isso cadê as leis de trânsito cadê nao tem se começa a perde a carteira por anda falando no celular aí fica ótimo

  2. Assim como esse irresponsável existem centenas. Não adianta colocarem preços altíssimos nas carteiras , a formação de condutores e péssima. Aqui em Arapongas vejo sempre alunos de auto escola cometendo infrações, é um absurdo. Se comentem infrações com o instrutor , imagine o que não vão fazer sozinhos. Pena que a fiscalização e regras são precárias , assim como tudo no Brasil. Pena ver que inocentes são sacrificados simplesmente porque alguns acham que podem tudo atrás de um volante.

Deixe seu comentário