26/01/2020

Segundo a PM, os detentos renderam um agente que havia ido retirar um preso, que disse estar com mal-estar. Situação aconteceu na noite de sábado (25).

Presos da Penitenciária Estadual de Londrina 1 (PEL1), no norte do Paraná, fizeram uma rebelião na noite de sábado (25). De acordo com o tenente da Polícia Militar (PM) Renan Taguchi, os detentos renderam um agente que havia ido retirar um preso, que disse estar com mal-estar. Isso aconteceu por volta das 19h.

Os detentos, segundo o tenente, alegaram risco de vida e pediram transferência para Curitiba. O tenente disse que oito foram transferidos ainda no sábado.

Todos eles estavam em uma cela. O 9º preso da cela quis ficar, conforme o tenente. Nenhuma outra cela ou galeria aderiu ao motim.

O juiz da Vara de Execuções Penais foi até a PEL1 para negociar com os detentos rebelados. Eles se renderam.

O que diz o Depen – O coordenador do Departamento Penitenciário do Estado do Paraná (Depen-PR) em Londrina, Reginaldo Peixoto, afirmou que a causa da rebelião foi um pente-fino realizado na cela na sexta-feira (24).

Na ocasião, de acordo com Peixoto, foram apreendidos dois celulares e, por isso, os presos fizeram essa retaliação. Peixoto explicou que o pente-fino foi pontual, depois de denúncias, e não atingiu toda a cadeia.

Ainda segundo Peixoto, o preso fingiu estar passando para que os os agentes entrassem na cela para levá-lo ao atendimento médico. Apenas um agente foi rendido.

O coordenador do Depen informou que a PEL1 tem 630 vagas e que, atualmente, 740 vivem abrigados ali. Ele disse que a situação não é considerada de superlotação.

Fonte: RPC/Alberto D´angele/Fábio Silveira/G1/Paraná

Deixe seu comentário