12/07/2020

O professor de artes marciais foi preso, encaminhado à 17ª Subdivisão Policial (SDP) e autuado em flagrante por embriaguez ao volante e lesões corporais.

Agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) da unidade operacional de Apucarana prenderam, por volta das 21 horas de sábado (11), no km 247 da BR-376 (Rodovia do Café), um professor de artes marciais de 28 anos que estaria visivelmente embriagado e teria agredido a companheira.

A detenção ocorreu após motoristas que trafegavam pela BR-376 manterem contato com agentes da PRF de Apucarana e relatarem que o motorista de um veículo Honda/Fit, com placas de Curitiba, estava agredindo uma mulher e a arrastando para o dentro do carro.
Ao abordar o professor de artes marciais os agentes da PRF constataram que o motorista Honda/Fit estaria na companhia de sua mulher, de 42 anos, que desceu rapidamente do carro alegando que tinha sido agredida. A vítima apresentava lesões no rosto e membros.

O motorista do automóvel, que apresentava sinais visíveis de embriaguez, foi submetido ao teste de etilômetro, que constatou altíssima concentração de álcool em seu organismo, 0,40 miligramas por litro de ar expelido pelos pulmões, caracterizando embriaguez ao volante.

O professor de artes marciais foi preso, encaminhado à 17ª Subdivisão Policial (SDP) de Apucarana) e autuado em flagrante pelos crimes do Art. 306 do Código de Trânsito Brasileiro – Conduzir veículo automotor com capacidade psicomotora alterada em razão da influência de álcool, com pena de detenção, de 3 meses a 3 anos, multa e suspensão ou proibição de se obter a permissão ou a habilitação para dirigir veículo automotor, com multa de R$ 2.934,70, e ainda por lesão corporal, com pena que varia de 3 meses a 3 anos de detenção.

Deixe seu comentário