11/04/2022

Um protesto de agentes da Polícia Civil nesta segunda (11) acabou em confusão na frente do prédio do do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR), no bairro Tarumã, em Curitiba.

Liderados pelo Sindicato das Classes Policiais do Paraná (Sinclapol), eles protestam contra a lei, encaminhada pelo governo do Paraná e aprovada pela Assembleia Legislativa, que aplicou reajustes com valores diferenciados entre policiais que estão em começo de carreira e agentes que possuem anos de trabalho. A classe alega que a decisão reduz a tabela salarial e cria diferenças entre as classes policiais.

No local, acontecia o lançamento de uma minicidade para educação infantil sobre trânsito, apelidado de “Detranzinho”. Por volta das 10 horas desta segunda, a confusão aconteceu perto de um carro de som dos manifestantes. Houve confusão entre os manifestantes e a tropa de choque da Polícia Militar.

Em nota, o Governo do Paraná lamentou o protesto que tentou tumultuar uma inauguração restrita a convidados e imprensa no Detran. “O Governo do Estado entende que todas as manifestações são legítimas, mas não podem impedir atividades rotineiras de outros órgãos públicos ou interromper o trânsito de uma avenida importante da cidade”. O governo disse que vai apurar se houve excessos na ação e tomará as medida cabíveis.

Sobre as reivindicações da categoria, o governo afirmou, em nota:

“O Governo do Paraná instituiu uma revisão na tabela de todos os policiais civis no mês passado. Pela nova lei, todas as classes receberam aumento, o que tem desdobramentos inclusive previdenciários, e em algumas há ganho real de R$ 1.000,00.

Deixe seu comentário