24/09/2020

A Delegacia da Mulher da Polícia Civil de Apucarana cumpriu mandado de prisão e prendeu preventivamente na manhã de quarta-feira (23) Eric de Araújo Martins, de 21 Anos, suspeito de estupro de vulnerável contra uma menina de 11 ano. O crime ocorreu na cidade de Cambira.

De acordo com a delegada Sandra Nepomuceno, titular da Delegacia da Mulher, além da violência sexual, o Eric ainda quebrou o nariz de outra adolescente de 14 anos com quem ele tinha um relacionamento. A adolescente é irmã da menina de 11 anos.

O suspeito já havia sido preso por estupro de vulnerável no início deste ano. A vítima desse primeiro estupro é uma menina de 13 anos, segundo a Polícia Civil ” No começo do ano ele começou a namorar uma das meninas de 13 anos e pedimos a preventiva dele e do pai dele por estupro de vulnerável.  Ele quebrou o nariz dessa namorada que agora tem 14 anos e estuprou a irmã dela. É a segunda vez que ele é preso em 6 meses por estupro de vulnerável,” relatou a delegada Sandra Nepomuceno

A titular da Delegacia da Mulher de Apucarana acrescentou que Eric é considerado de alta periculosidade e já tinha ameaçado invadir a Casa Lar Sagrada Família, onde as duas menores irmãs estavam abrigadas.

“Essa situação chegou para nós na semana retrasada, só que os fatos teriam ocorrido em agosto. Esse investigado é bastante conhecido da Polícia, reside em Cambira e já foi preso por estupro de vulnerável. É a segunda vez que ele está sendo preso pelo mesmo motivo, porém com vítimas diferentes. As investigações foram iniciadas após requisição do Ministério Público e apuramos que uma adolescente de 14 anos internada na Casas Lar Sagrada Família estava com fratura exposta no nariz e descobrimos que o suspeito preso quebrou o nariz da adolescente e abusou da criança de 11 anos, passando as mãos nas partes íntimas dela e beijando a criança a força; é um elemento de alta periculosidade, que inclusive teria ameaçado invadir a Casa Lar para fazer mal às vítimas”, completou a delegada Sandra Nepomuceno.

1 COMENTÁRIO

Deixe seu comentário