Ryan Lucas Roza dos Santos, de 19 anos, era morador no Parque Bela Vista, em Apucarana

09/01/2022

O rapaz que morreu na madrugada deste domingo (09) após disparar arma de fogo dentro do salão durante uma festa em chácara no Jardim Belvedere, em Apucarana, e em seguida acabar ferido a tiro ao reagir quando foi abordado por um policial militar foi identificado no Instituto Médico-Legal (IML). Trata-se de Ryan Lucas Roza dos Santos, de 19 anos, residente no Parque Bela Vista.

Ainda segundo informações, uma equipe avançada (com médico) do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi para o local e se deparou com o rapaz apresentando ferimento provocado por projétil de arma de fogo. O rapaz chegou a ser entubado, mas não resistiu à lesão e entrou em óbito a caminho do hospital.

A equipe do Samu encaminhou o corpo da vítima ao Instituto Médico-Legal (IML) de Apucarana para a realização de exame de necropsia. A Polícia Militar e a Polícia Civil foram informadas sobre a morte e realizaram os procedimentos de praxe nesse tipo de situação. Ryan Lucas Roza dos Santos, de 19 anos, possuía indicativo criminal.

O 10º Batalhão da Polícia Militar (BPM) divulgou uma nota à imprensa sobre a situação ocorrida em na chácara em Apucarana durante a madrugada deste domingo (9). Veja a seguir a íntegra da nota.

NOTA PARA A IMPRENSA

Nesta madrugada, durante uma festa numa chácara localizada no Jardim Belvedere, um indivíduo realizou um disparo de arma de fogo dentro do salão de festa.

Um policial militar visualizou o ato ilícito, aguardou o suspeito sair do local para realizar a abordagem, visando resguardar a segurança de todos os que ali estavam presentes.

No momento da abordagem, o homem reagiu contra o policial militar, sendo necessário revidar a iminente agressão.

Foi acionado o socorro médico, entretanto, a caminho do hospital, o autor veio a óbito.

Comunicação Social do 10° BPM.

Deixe seu comentário