As irmãs Helena Glovacki, Elizabeth Tartas, Marieta Bet (na fileira de cima), Sofia Culaves, Maria Catarina da Silva e Estela Albina Franzoi (na fileira de baixo) - Foto: Reprodução

03/09/2021

Em seis dias, seis freiras que moravam no convento da Congregação das Irmãs Franciscanas da Sagrada Família de Maria, no Centro de Curitiba, morreram. Cinco delas faleceram por complicações da Covid-19.

Segundo informações obtidas pela reportagem do Bem Paraná, outras 25 irmãs que moram no convento foram contaminadas no surto de coronavírus, cinco delas internadas em Unidades de Tratamento Intensivo (UTI) e quatro intubadas.

A irmã Stella Albina Franzoi morreu nesta quinta (2), aos 87 anos, 65 anos deles dedicados à vida religiosa. A Irmã Sofia Culaves, 78 anos e 59 anos de vida religiosa, morreu na terça (31). Na segunda (30), faleceu a Irmã Marieta Bet, 88 anos, que durante 70 anos foi freira. Já no domingo (29), morreu a irmã Elizabeth Tartas, 94 anos de idade, 64 deles como religiosa. No sábado (28), o luto foi pela Irmã Helena Glovacki, 95 anos.

Na úlima quarta feira (1), a Irmã Maria Catarina da Silva, 70 anos, moradora do convento, também faleceu, após 46 anos de dedicação à vida religiosa. De acordo com informações postadas pela Congregação nas redes sociais e confirmadas pela arquidiocese, ela ficou 47 dias internada em uma UTI com complicações de um tumor de hipófise, septicemia e insuficiência renal.

As mortes geraram comoção entre os fiéis e nas redes sociais. Centenas de internautas publicaram mensagens de pesar pelas irmãs. A assessoria de impresa da Arquidiocese confirmou o falecimento de cinco religiosas por covid-19 e emitiu nota de pesar pelas mortes: “A Arquidiocese de Curitiba lamenta o falecimento das Irmãs da Congregação das Irmãs Franciscanas da Sagrada Família de Maria. Expressamos nossos sentimentos aos familiares, amigos e a toda congregação. Descansem em paz”. A reportagem entrou em contato com a Irmã Maria Madalena Ryndack, responsável pelo convento, mas até o fechamento da reportagem não obteve resposta. Assim que ela responder, a matéria será atualizada. Fonte: Josianne Ritz e Lycio Vellozo Ribas – Bem Paraná.

Deixe seu comentário