13/08/2019

Presidente fez ainda prestação de contas referente ao mês de julho.

Foto: Assessoria de Imprensa / Câmara Municipal de Apucarana

Com a presença dos vereadores em plenário, o presidente do Legislativo, vereador Luciano Molina fez, no início da Sessão Ordinária, desta segunda-feira (12/08), a prestação de contas referente ao mês de julho de 2019. Segundo ele o mês de junho encerrou com um saldo em conta corrente de R$ 145.302,66, no dia 30/06/2019. Em julho foram R$ 614.528,02 de despesas empenhadas; IRRF – Imposto de Renda Retido de Servidores e Vereadores e Repassado ao Município – R$ 68.905,26; Duodécimo recebido (+) R$ 957.227,71; Rendas sobre aplicações financeiras (+) R$ 458,75; Despesas Pagas no mês (-) R$ 667.010,51. Saldo disponível em conta corrente em 31/07/2019 R$ 435.978,61. Molina divulgou ainda o índice mensal da folha de pagamento do mês de julho 49,310%. Mais informações www.apucarana.pr.leg.br/transparencia-1

Na sequência da prestação de contas, os vereadores iniciaram a discussão dos projetos em pauta. “Na ordem do dia desta semana, tivemos três projetos de lei. Todos de autoria do vereador Lucas Leugi. Um projeto teve pedido de vistas e deverá retornar na próxima sessão para discussão e votação. Também votamos dois requerimentos de autoria do vereador Marcos da Vila Reis. Ainda na sessão, já convocamos os vereadores para Extraordinárias onde vamos votar a Lei das Diretrizes Orçamentárias (LDO). As sessões serão realizadas nesta quarta, quinta e sexta-feira (14, 15 e 16/08), às 15 horas”, disse o presidente professor Molina.

PROJETOS E REQUERIMENTOS APROVADOS

Foram aprovados, por unanimidade, os projetos do vereador Lucas Leugi. Em segunda votação, o projeto que concede a Comenda Cidade Alta de Mérito Profissional Apucaranense ao Sr. Luiz Katsutoshi Hirose e em primeira votação o projeto que concede o Título de Cidadã Honorário de Apucarana ao Dr. José Marcos Lavrador, pelos relevantes serviços prestados à comunidade de Apucarana. José Marcos cursou a Faculdade de Medicina Catanduva em São Paulo, de 1975 a 1980. Fez residência Médica no Hospital Municipal Miguel Couto no Rio de Janeiro do ano de 1981 a 1982. Sua chegada à Apucarana foi em julho de 1983, e iniciou como médico ortopedista no Hospital Santa Helena, após um ano e meio, passou a atender em todos os hospitais da cidade. Foi presidente da Associação Médica de Apucarana por 15 anos. Também foi diretor da Regional do CRM de Apucarana durante 12 anos.

Exerceu o cargo de clínico técnico do Hospital da Providência por 04 anos. Foi Presidente e atual membro da Comissão de Ética Médica do Hospital da Providência. Exerceu a chefia do serviço de Ortopedia e Traumatologia do Hospital da Providência de Apucarana, e como cirurgião de Quadril foi responsável pelo serviço de transplante ósseo do HPA.

“Dr. Jose Marcos considera-se filho de nossa terra, pois aqui instalou residência, criou seus filhos e tornou-se um grande profissional, estando sempre à disposição, à serviço da comunidade apucaranense”, justificou o vereador Leugi.

Também foram aprovados, em discussão única, os requerimentos do vereador Marcos da Vila Reis pedindo informações do DER sobre a viabilidade da abertura de um Guard Rail e a instalação de um ponto de ônibus no sentido Apucarana – em frente a empresa Unifrango e também endereçado ao DER um requerimento com informações sobre a viabilidade da construção de uma travessia de pedestres em frente ao Jardim Curitiba.

SESSÕES EXTRAORDINÁRIAS

A partir de amanhã a Câmara se reúne em sessões extraordinárias para discussão e votação da Lei das Diretrizes Orçamentárias – LDO. A sessão terá início às 15 horas, no plenário Valmor Giavarina.

E a próxima sessão ordinária será na segunda-feira (19/08), às 16 horas, no horário regimental.

Fonte: Jornalista Simone Penharbel – Assessoria de Imprensa – Câmara Municipal de Apucarana

Campartilhe.

Sobre o Autor

**** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe do Portal do Canal 38 pelo Whatsapp: (43) 9 8447-1929 ****

Deixe Um Comentário