26/07/2021

O comandante da 2ª Companhia da Polícia Militar (PM) de Jandaia do Sul, tenente Thiago Mendes, divulgou vídeo no whatsapp nesta segunda-feira (26) para destacar o trabalho realizado por policiais militares do destacamento de Mauá da Serra durante o final de semana.

Com apoio da PM de Marilândia do Sul e do Canil do 10º BPM, policiais militares prenderam uma mulher de 23 anos, um homem de 30 anos e outro homem de 28 anos, às 20 horas de sábado (14), na Rua Catarina Aires, por tráfico de drogas, associação para o crime de tráfico de entorpecentes, receptação e desobediência. Um menor foi conduzido ao destacamento da PM e depois à Delegacia de Marilândia do Sul para ser ouvido como testemunha.

Com os dois homens e a mulher foram apreendidos 136 pinos de cocaína, 72 porções de crack, 163 buchas de maconha, 44 películas de aparelho celular, R$ 487 em notas diversas, balança de precisão, 44 películas de aparelho celular, R$ 487 em notas diversas, balança de precisão.

De acordo com informações, as equipes da PM de Mauá da Serra vinham recebendo várias denúncias dando conta que estaria ocorrendo tráfico de drogas em determinada residência situada na Rua Catarina Aires e que o chefe do tráfico seria um homem conhecido como “Irmão Faraó”, que se autointitula membro da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC).

A PM realizou uma campana nas imediações da casa do “Irmão Faraó” e visualizaram a movimentação constante no local. Em determinado momento a PM conseguiu abordar “Irmão Faraó” e teve êxito em localizar grande quantidade de drogas (crack, maconha, cocaína), além de dinheiro e produtos oriundos de receptação. Foi solicitado o apoio da equipe da PM de Marilândia do Sul e a equipe do Canil do 10º BPM de Apucarana para realizar uma busca minuciosa com o cão de faro Airon e nada mais de ilícito foi encontrado.

“Irmão Faraó”, o outro homem e a mulher receberam voz de prisão e foram encaminhados pela PM à Delegacia de Marilândia do Sul junto com as drogas, dinheiro e demais itens apreendidos para os procedimentos legais. Os presos permanecem detidos na Cadeia Pública de Marilândia do Sul.

Deixe seu comentário