15/09/2021

A UEL aprovou por unanimidade a criação de uma Comissão de Prevenção à Violência Sexual e de Gênero do, Centro do Centro de Educação, Comunicação e Artes, o CECA.

A proposta, que já havia sido aprovada pelo Colegiado do curso de Jornalismo e pelo Departamento de Comunicação.

Segundo a Universidade, a ideia é constituir uma rede de suporte para estudantes vítimas de violência sexual e prevenir que tais violências ocorram. A Comissão do CECA se inspira na Comissão de Prevenção à Violência Sexual e de Gênero do Centro de Letras e Ciências Humanas (CLCH), criada em 2017, e nos relatos de assédios no Campus e, em particular, no Departamento de Comunicação.

A iniciativa partiu do corpo de estudantes, segundo a professora Márcia Neme Buzalaf (Departamento de Comunicação). O Centro Acadêmico Provisório de Comunicação criou um movimento, o “Comunicação UEL contra o assédio”.

De acordo com a professora, cada Departamento e órgãos vinculados ao CECA deverá indicar um nome para integrar a Comissão, que será oficializada posteriormente mediante Portaria. Márcia disse que, além dos membros nomeados, já existe interesse de diversos grupos de pesquisa, que também discutem a violência. Para a professora, a Comissão exercerá o importante trabalho de acolher as vítimas e encaminhar as denúncias às instâncias competentes, com ênfase no apoio de todas as formas – psicológico, jurídico, etc.

Ações
A comissão deve participar da recepção de ingressantes do CECA, promover eventos sobre o tema, relacionar-se com grupos de pesquisa e extensão sobre esta temática no centro e acolher e encaminhar denúncias de violência contra mulheres e as pessoas LGBTQIA+ aos canais competentes.

Márcia Neme observa que o diálogo com a Comissão do CLCH será constante e intenso, já que aquele Centro foi pioneiro na iniciativa. Além disso, a professora antevê toda uma política institucional criada e implantada para prevenir e combater todas as formas de violência na UEL, e de suporte para as vítimas. As informações são da Agência UEL.

Deixe seu comentário