31/03/2020

Atualmente, os exames de Covid-19 são realizados pelo Lacen, em Curitiba, conforme centralização determinada pelo secretário da Saúde, Beto Preto, o que tem gerado atrasos para a divulgação dos resultados dos mesmos.

A Universidade Estadual de Londrina (UEL) e o Hospital Universitário de Londrina, ambos se habilitaram a realizar testes do novo coronavírus de parte das cidades do norte do estado. De acordo com a reitoria, a instituição tem capacidade de fazer 1000 testes por dia. Atualmente, os exames de Covid-19 são realizados pelo Laboratório Central do Estado (Lacen), em Curitiba, conforme centralização determinada pelo secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, o que tem gerado reclamações por conta dos atrasos para a divulgação dos resultados.

A reitoria da universidade afirma que tem equipe técnica e infraestrutura necessária para a realização imediata dos exames, no entanto não tem recursos para a compra dos reagentes utilizados.

A reitoria da UEL ainda informou que se todos os laboratórios das instituições públicas de Londrina fossem usados para a realização de testes, o município poderia divulgar mil testes por dia.

Um levantamento realizado pela equipe técnica da universidade revelou que cada teste custa em torno de R$ 77 a unidade, e podem ser comprados por importadores.

Com a rapidez na divulgação de resultados, as autoridades de saúde acreditam que seria mais rápido gerir os leitos hospitalares e também agilizar o tratamento de quem foi infectado pelo vírus. Com informações são do G1.

Deixe uma resposta