17/09/2020

Luciano Castro de Oliveira, o ‘Zequinha’, paranaense de Campo Mourão, foi preso junto com a esposa em um sítio em Tejupá. Com atuação criminosa na América do Sul, ele era procurado por crimes contra o patrimônio, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

Um dos criminosos mais procurados pela Justiça foi preso nesta quinta-feira (17) em Tejupá, no interior de São Paulo. Luciano Castro de Oliveira, conhecido como “Zequinha”, de 46 anos, está na lista de foragidos do Ministério da Justiça, com nomes de criminosos envolvidos em crimes graves e violentos.

Conforme o Ministério da Justiça, Luciano era procurado por crimes contra o patrimônio, organização criminosa e lavagem de dinheiro. Ele agia em todos os estados do país e também no Mercosul.

Segundo a polícia, Zequinha foi preso em um sítio no bairro rural Nova Piraju, em Tejupá, junto com a esposa. O caso será apresentado na delegacia de Avaré. A prisão foi feita em uma ação conjunta entre as polícias Civil e Militar.

Zequinha foi preso em um sítio em Tejupá — Foto: Polícia Militar/Divulgação

Zequinha foi preso em um sítio em Tejupá — Foto: Polícia Militar/Divulgação

Crimes

Zequinha foi condenado por roubo a banco em 1992, na cidade de Campinas (SP), além de porte ilegal de arma, uso de documento falso, formação de quadrilha, latrocínio, que é o roubo com morte, extorsão e sequestro. Foi libertado em 1994, por indulto presidencial.

Ainda segundo a polícia, em 2005, foi preso mais uma vez por formação de quadrilha, quando estava cavando um túnel para assaltar um banco em São Paulo.

Procurado em lista nacional do Ministério da Justiça é preso em Tejupá — Foto: Ministério da Justiça/Reprodução

Procurado em lista nacional do Ministério da Justiça é preso em Tejupá — Foto: Ministério da Justiça/Reprodução

Em 2006 foi investigado por ser suspeito de tentar furtar um banco, em Assunção, capital do Paraguai, mais uma vez usando um túnel.

Ele ainda é suspeito de coordenar, em 2017, o ataque a um carro-forte em Itupeva. O criminoso foi condenado a 30 anos de prisão, além de ter uma mandado de prisão preventiva.

Policiais civis e militares prenderam Zequinha em Tejupá — Foto: Polícia Militar/Divulgação

Policiais civis e militares prenderam Zequinha em Tejupá — Foto: Polícia Militar/Divulgação

Fonte: G1 – Itapetininga e Região

Deixe seu comentário