28/08/2021

Imagens de uma colisão de veículos seguida de incêndio ocorrida por volta das 21h30 de sexta-feira (27), na BR-376, nas imediações do distrito da Vila Reis, em Apucarana, chamam a atenção pela proporção da situação.

Na ocasião, o motorista de uma caminhonete Ford Ranger com placas de Maringá, de 36 anos, teve um reação que fez uma significativa diferença no desfecho do acidente de trânsito. Ele retornava de Ponta Grossa para Maringá quando evitou que uma mulher de 43 anos morresse carbonizada dentro de um VW Voyage, que pegou fogo após colisão com a Ranger conduzida por ele.

Segundo informações, o VW Voyage trafegava de Apucarana para Califórnia e era dirigido pela mulher de 43 anos, que levava uma adolescente de 17 e uma criança de seis anos no carro com ela. Em determinado momento o automóvel ficou desgovernado, invadiu a pista contrária e colidiu com a caminhonete Ranger.

Ainda de acordo com informações, o carro se incendiou após a batida e o condutor da caminhonete retirou a mulher rapidamente do veículo em chamas evitando que ela morresse carbonizada, pois ela não conseguia sair sozinha do veículo porque sofreu fratura de fêmur. A criança que estava no Voyage nada sofreu e a adolescente teve lesões leves. Chovia no momento do acidente, que deixou a rodovia interditada.

Equipe do Corpo de Bombeiros de Apucarana esteve no local da colisão para apagar o incêndio no VW Voyage e o Sistema Integrado de Atendimento ao Trauma e Emergência (Siate) socorreu e levou a condutora do carro e a adolescente ao Hospital da Providência, em Apucarana. As duas passam bem.

Deixe seu comentário