17/11/2020

Um dia após a eleição o “tempo fechou” entre um vereador e um assessor de um ex-prefeito de Apucarana.

Inicialmente a Justiça Eleitoral divulgou perto das 23 horas de domingo (15) os nomes dos vereadores eleitos para a legislatura 2021-2024 em Apucarana, logo após iniciaram as desavenças.

O vereador reeleito ficou muito emocionado e durante carreata ele agradeceu a toda a população de Apucarana, pela expressiva votação que teve, e disse que a cidade precisa ser liberta do coronel, reafirmando que a cidade de Apucarana “tem dono”, é “de toda população”.

Mas já na segunda-feira (16) à tarde o suposto motorista de um ex-prefeito metido a se passar por “machão”, que se afastou do serviço público para trabalhar na campanha política, foi tirar satisfação com o vereador por conta de algumas colocações feitas a respeito de seu padrinho político e teria inclusive ameaçado o vereador de morte, sendo necessária a intervenção da turma do “deixa disso” para colocar fim à confusão criada pelo apadrinhado político, que inclusive já teve problemas com a Justiça por causa de racismo (injúria racial).

O vereador acionou a Polícia Militar (PM), que registrou boletim de ocorrência e o tal “valentão ” só não foi preso porque acabou retirado do local da confusão por um secretário da administração antes da chegada da Polícia.

O tal “servidor” também é suspeito de usar perfis falsos para espalhar fake news na época da campanha política e há quem diga que o mesmo aposta na impunidade por conta de sentir protegido politicamente. Mas quem conhece bem a figura sabe que usa o tamanho e as palavras para tentar intimidar pessoas.

O portal 38 News irá publicar o nome do servidor quando sair sua nomeação para retornar ao cargo público ou quando ser formalizado os procedimentos legais contra o assessor.

Deixe seu comentário