Mauro Bertoli é alvo de investigação de pedofilia, pelo Ministério Público de Apucarana

18/02/2021

O vereador Mauro Bertoli é alvo de investigação de pedofilia, pelo Ministério Público de Apucarana.

Segundo as informações obtidas, o vereador era investigado desde o final do ano passado por crimes eleitorais, razão pela qual no dia 07 de novembro, em cumprimento de mandado de busca e apreensão, o vereador acabou sendo preso por posse irregular de arma de fogo e, posteriormente, o seu celular foi apreendido, mediante ordem judicial.

Durante as investigações no celular do político foram encontrados arquivos de vídeos e fotos com conteúdo impróprios com crianças e adolescentes. Alguns dos vídeos e fotos mostram atos libidinosos entre um criminoso e crianças.

Ainda, de acordo com as informações obtidas pela reportagem do Portal 38 News, o promotor público Eduardo Cabrini teria encaminhado neste mês de fevereiro um ofício a Câmara Municipal de Apucarana, para eventual instauração de processo de cassação e também para promotoria criminal para apuração do fato.

É crime armazenar ou divulgar fotos e vídeos de crianças e adolescentes em cenas de sexo.
A Lei 11.829/2008, que atualiza o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), aprimorou o combate à produção, venda e distribuição de pornografia infantil, bem como criminalizou a aquisição e a posse de material que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente.

De acordo com o artigo 241-A, quem “trocar, disponibilizar, transmitir, distribuir, publicar ou divulgar” fotografia, vídeo ou outro registro que contenha conteúdos pornográficos envolvendo criança ou adolescente está sujeito a pena de reclusão de três a seis anos. Já o artigo 241-B descreve que quem “possuir ou armazenar” o mesmo material pode ser condenado a reclusão de um a quatro anos.

A reportagem tomou conhecimento que a maioria dos vereadores de Apucarana já tomaram conhecimento dos fatos, mas nenhuma providência teria sido tomada até o momento, e que o vereador estaria sendo protegido pelo seu grupo político.

1 COMENTÁRIO

  1. Não consigo entender, como o povo de Apucarana ainda reelege um sujeito desse. O cara vive pra mamar na teta pública e não faz NADA em prol da comunidade apucaranense. Um absurdo! E agora mais essa pra compor o currículo de inútil desse encosto….

Deixe seu comentário