Foto: Reprodução

08/03/2022

O vereador Lucas Ortiz Leugi falou nesta semana sobre matéria recente do portal 38 News/Canal 38 que tratava sobre o caso de uma mulher que recebeu guia de consulta da Saúde Pública de Apucarana somente após 2 anos e 4 meses do seu falecimento. 

“Isso é uma pouca vergonha e a Saúde não está 100 % como diz o pessoal da prefeitura. Colocam gente para trabalhar lá que não entende do serviço e aí acontece esse tipo de situação. Agora, após ela falecer, mandaram a guia para consulta dela. Fiquei indignado; eles falam isso e aquilo e eles ficam só ganhando dinheiro do governos, mas fazendo coisa errada”, desabafou o senhor José Augusto, viúvo da de mais uma apucaranense que morreu na fila de espera para consulta na Saúde Pública de Apucarana.

Guia de consulta encaminhada para apucaranense 2 anos
e 4 meses após o falecimento da mesma – Imagem: Reprodução

“O que aconteceu com a família do senhor José  Augusto é o que acontece com várias famílias na cidade de Apucarana. Infelizmente as pessoas morrem sem ter acesso ao SUS. A Autarquia Municipal de Saúde às vezes não consegue realizar exames, procedimentos cirúrgicos, enfim, é muito triste tudo isso

Muito triste, ainda mais que a propaganda é de que Apucarana tem a melhor Saúde do Estado do Paraná , mas as pessoas vêem com seus próprios olhos que não é assim, que a realidade é diferente”, afirmou o vereador Lucas Leugi.

Deixe seu comentário