15/03/2021

O vereador Rodrigo Lievore, o “Recife”, que é da base do prefeito Júnior da Femac, divulgou um vídeo no aplicativo de mensagem WhatsApp, no qual reconhece como erro a aprovação na Câmara de Apucarana, por parte da maioria dos vereadores, em sessão ordinária realizada na última quinta-feira (11), de projeto de equiparação, mas que na verdade aumenta os salários de dois servidores de cargos em comissão de R$ 8.120.00 para R$ 11.717.00.

Os únicos vereadores que votaram contra o projeto foram Lucas Leugi e Moisés Tavares.

A manifestação do vereador Recife aconteceu depois que alguns servidores públicos, um deles muito próximo ao núcleo de poder da administração municipal e apontado como figura “chave” em esquema de corrupção na roçagem de terrenos, exigir que servidores compartilhassem “fake news” nas redes sociais e, em grupos de WhatsApp, para tentar enganar a população a respeito da aprovação do projeto, que aumentou os salários de dois servidores de cargos em comissão de R$ 8.120.00 para R$ 11.717.00.

O vereador Rodrigo Lievore, o “Recife”, teve o bom senso de reconhecer que: “a aprovação de tal projeto aconteceu em momento totalmente inoportuno, quando estamos no auge de uma pandemia sem precedentes, durante a qual empresas estão fechando suas portas, funcionários estão impedidos de trabalhar e empresários se reinventam todos os dias para continuar com seus negócios”.

“Não era o momento de a gente falar em reajuste. Eu poderia trazer aqui todas as justificativas para vocês, mas acho que isso não ia resolver. Reconheço, como eu disse, o erro. Temos que tomar atitudes para tentar amenizar esse problema e estou protocolando ofício na Câmara e na Prefeitura pedindo para que o prefeito vete essa lei, que aí volta para a Câmara e poderemos fazer uma outra votação. Não foi para isso que eu entrei na política e vamos trabalhar para que essa lei não passe, para que esse reajuste não aconteça. A vontade do povo tem que prevalecer e a vontade do povo é que esse reajuste não aconteça”, disse.

O vereador Marcos da Vila Reis, divulgou no final de semana um áudio no aplicativo WhatsApp, questionando tudo o que era divulgado sobre o projeto do “pacote da maldade”, e disse que se tratava de “fake news”, em tentativa sem embasamento para ludibriar a população. Assim como fez também o vereador Tiago Valdeir Cordeiro de Lima, que postou em comentários nas redes sociais que não foi aumentado salários, disse que foi feito uma equiparação salarial de 2 cargos de secretário e procurador.

3 COMENTÁRIOS

  1. Pois é, não presta atenção na hora que está votando depois acorda. Aí tem que passar pela humilhação de pedir para o prefeito vetar para consertar seu erro e falta de discernimento do certo e do errado.

  2. Interessante!!! O vereador “Recife” se apresenta arrependido e pede ao Prefeito para vetar o projeto do aumento dos servidores! Estas manobras são muito utilizadas nas câmaras e assembleias. Tudo encaminha para ficar como está. Com a ligação que ele têm com o Prefeito o alcaide veta o aumento e, com certeza levanta a moral do executivo. Só que voltando para a Câmara os vereadores derrubam o veto e fica tudo como estava. Aparentemente, cartas marcadas!!!acguima

  3. Ficar quieto depois da cagada seria melhor só que justificar o q não cabe justificar….votou a favor…então engula as consequências…simples….e assim simples…

Deixe seu comentário