16/09/2020

O vereador Rodolfo Mota (PSL) usou da palavra na sessão ordinária da Câmara de Vereadores de Apucarana, na segunda-feira (14) à tarde, para cobrar da Autarquia Municipal de Saúde (AMS) uma solução para um problema que ele destaca ser recorrente e de extrema gravidade: a interrupção por parte da AMS do fornecimento de suplementos para alimentação por meio de sonda nasogástrica para enfermos em estado vegetativo.

Durante a sessão Rodolfo lembrou que por várias vezes, novamente, desde maio deste ano, pais, mães, idosos, pessoas com deficiência, com problemas graves de saúde, voltaram a deixar de receber o suplemento da AMS para alimentação por meio de sonda nasogástrica. Ele frisou que a falta do repasse de tal suplemento ocorre pela 7ª, 8ª vez nos últimos 3 anos e meio e não dá mais para ficar falando em licitação.

“Mais uma vez está acontecendo isso. Se a Autarquia fica em silêncio, permanece incompetente na gestão desse tipo de benefício, sobra para o Rotary, para a Maçonaria, Lions, Igreja Católica, Evangélicos, Vereadores, que recebem os pedidos aqui. E as pessoas estão fazendo rifas para comprar o suplemento alimentar do mês para seu filho que está na cama e que precisa do suplemento.

E vou dizer mais uma coisa: se a Autarquia de Saúde falar da tal da licitação do suplemento de novo, é brincadeira! Não dá, quando entrei aqui em 2017 falaram que era licitação, em 2018 durante uma prestação de contas, quando o Roberto Kaneta estava aqui e o secretário de Fazenda ainda era o Marcelo Machado, o problema era licitação; mas não é só licitação não, tem gente que não está fazendo o serviço que deveria feito e estou falando do drama de pessoas que estão em estado vegetativo na cama e precisam desse suplemento para viver e de famílias que vivem de auxílio emergencial”, ressaltou Rodolfo.

Deixe seu comentário