04/01/2022

Um vídeo gravado por câmera de segurança em Apucarana, encaminhado ao Canal 38 por uma mulher de 44 anos mostra o momento quando o seu ex-marido, de 59 anos, invadiu a sua residência, às 12h43 da última sexta-feira de 2021 (31/12), e tentou matá-la com um certo tipo de canivete, desferindo-lhe 3 golpes no peito.

Segundo a mulher, ele ainda teria tentado quebrar seu pescoço. A mulher lutou com o agressor para não ser assassinada.

Ela afirma que tem medida protetiva contra o ex-marido e quando corria risco de ser morta, sua filha que estava no local pegou o botão do pânico e tentou acionar, mas não deu certo. “Ela também tentou ligar para Polícia. Minha filha então começou a correr e pedir socorro, pois eu já não tinha mais forças. Daí, como minha filha pediu ajuda, os vizinhos vieram correndo; um rapaz e o sogro dele, que gritou, daí o meu ex-marido se assustou. Ele pegou a faca que tinha soltado e correu para fora para matar as pessoas que estavam me ajudando a sair dele. Nisso ele deu um chute no olho do meu vizinho e tentou esfaqueá-lo no chão.

Daí veio os parentes do meu vizinho que estavam na casa dele e tiraram meu ex-marido de cima, mas de toda forma ele tentou enfiar a faca neles que estavam me ajudando. Nisso minha filha correu e trancou eu dentro de casa para não ter como ele tentar algo novamente até que ele resolveu ir embora do local por receio de meus vizinhos”, relatou a mulher, que ficou apavorada com a situação.

A vítima de violência por parte do ex-marido acrescentou que as câmeras de segurança filmaram tudo o que ocorreu. “Graças a Deus consegui me salvar, mas foram momentos de tensão. É um apelo, gente, sobre isso. Vivi com meu ex-marido por quase 29 anos e agora que me separei ele me fez isso. Tenho medida protetiva contra ele por violência doméstica, mas ele descumpriu as regras, pois não podia entrar nessa casa. Por favor publiquem essa informação: é um caso de vida ou morte; é preciso que ele seja preso o mais rápido possível”, finalizou a mulher em mensagem encaminhada via WhatsApp ao Canal 38 pedindo ajuda, com a divulgação da notícia e do vídeo.

 

Deixe seu comentário